Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Delicada como um elefante

31
Jul18

Quarto de bebé

Bárbara

Mais uma coisa que fiz diferente de toda a gente. Preparei o quarto no primeiro trimestre. Ninguém faz isso com medo do abortamento mas eu tentei ter uma atitude positiva. Além disso quis aproveitar que me sentia bem. Sabia lá se ia continuar assim bem no resto da gravidez.

Não que seja preciso preparar o quarto durante a gravidez uma vez que os bebés devem dormir no quarto dos pais inicialmente por diminuição do risco de morte súbita. Mas depois de nascer um bebé a probabilidade de ter tempo e disposição para isso é bastante menor. 
Bricolagem e decoração são coisas que adoro. Perdi a conta dos episódios do “Querido mudei a casa” que já vi.
Decidimos que queríamos um quarto com cores não identificadoras de género, por isso nem precisávamos de certeza que era uma menina. A minha cor preferida é o amarelo e encontrei um stencil lindo no Etsy com uma girafa. Depois encontrei um papel de parede na Leroy Merlin a condizer. Móveis básicos do Ikea; berço e trocador. 
 

F02F6250-DE02-4A03-81DA-5A9E5684B822.jpeg

  

Era preciso pintar a parede atrás do stencil e aí é que a porca torceu o rabo porque eu não podia por causada toxicidade das tintas. O Luís tentou mas não correu muito bem. Acabamos a colocar papel de parede por cima que também não ficou perfeito. Lá cedi a chamarmos um especialista que colocou o outro papel de parede.
 

6CD08184-3A90-4454-9122-94C414A7B340.jpeg

 
Há gente que opta por mudar fralda, amamentar, dar banho e vestir no quarto do bebé. Nós preferimos alterar as nossas cómodas para não andarmos dum lado para o outro, principalmente porqueestava muito frio quando a bebé nasceu e assim só tivemos de gastar energia para aquecer uma divisão.
 

89A5B444-D0CE-44D3-8B0B-6812664E32C2.jpeg

 Agora que fez 6 meses, foi para o quarto dela e já não se põem essas questões.

 

29
Jul18

Grandes compras para bebé

Bárbara

Se não faz muita diferença errar na compra de pequenas coisas, os erros nas grandes compras são caros. Aproveitem promoções e sugiram a quem vos quer dar prendas, mesmo que seja necessário juntar-se um grupo.

Eu fiz uma lista durante a gravidez depois de fazer pesquisa e me aconselhar com quem já tinha filhos mas descobri que cada família tem um estilo diferente e o que é essencial para uns é absolutamente desnecessário para outros.

Vou dizer-vos o que gostei, o que não gostei e o que preferia ter tido, agora que já passei pelos primeiros 6 meses. Deixo de fora propositadamente aquelas coisas que servem para brincar nomeadamente parque, esperguiçadeira e ginásio. Não são coisas propriamente essenciais e podem ficar para um próximo post. Também deixo de fora a bomba tira-leite e a almofada de amamentação para depois escrever um post dedicado à amamentação.

 

- Cama de grades - Escolhemos a Ikea Gulliver. Branca, linhas direitas, segura e barata. O estrado tem duas alturas e a grade é amovível, pelo que dura bastante tempo. Escolhemos um colchão firme de acordo com as recomendações para previnir a morte súbita.

 

- Trocador - Há muita gente que acha que não vale a pena porque acaba a mudar a fralda em cima da cama. Nós nunca o fizemos. É melhor para as costas com trocador. Escolhemos o Ikea Stuva e é bastante prático. Conseguimos pôr em cima o muda-fraldas, a cesta com os produtos e a banheira Shantala. Tem gavetas e prateleiras para todas as coisas da bebé. Quando ela crescer pode ser transformado em secretária. Enquanto a bebé esteve no nosso quato usamos as nossas cómodas Ikea Malm como trocador e funcionou bastante bem. A cesta foi algo super prático para andar entre divisões da casa com as coisas.

 

-Trio Concord Neo Mobility:

-- Carrinho - por causa do ovinho, escolhemos o Concord Neo mas não gosto por ser super complicado. Não dá para fazer nada só com uma mão. No entanto é leve e compacto para o carro. Também é resistente e tem boas rodas para andar em terrenos mais irregulares

-- Ovinho e respetiva base isofix - por aconselhamento de uma amiga temos a Concord Air Safe e gostamos muito. É leve, com ótimos resultados em testes de segurança e a bebé adora. Nada de cabeça torta para nos deixar preocupados com a asfixia postural.

-- Alcofa - lá com a história da asfixia postural, parecia essencial ter alcofa para a bebé não dormir no ovinho. Primeiro medicamente isso é treta, segundo ela odeia a alcofa. A que temos é a Concord Scout porque era a do trio. Já vi alcofas que se transformam em ovinho e essas parecem-me úteis. 

-- Sombrinha - ainda está a caminho mas tem feito muita falta porque a bebé é bastante sensível ao sol. Recuso-me a tapá-la com panos porque é perigoso pelo sobre-aquecimento e porque eu não a vejo nem ela a mim.

 

9A5BA62F-B500-4EF5-ABE6-5E8A2BE2E075.jpeg

 

- Porta-bebés - Achamos absolutamente fundamental para conseguir fazer alguma coisa em casa com a bebé e para passear as cadelas. Tivemos um conselheira de baby wearing cá em casa. Experimentamos um wrap, um ring sling mas gostamos mesmo é da mochila erogonómica por sem mais prática. Inicialmente compramos a Ergobaby Adapt mas recentemente compramos a 360 para podermos virar a bebé para a frente. Já sei que não é aconselhado mas, na realidade, não há evidência científica que seja realmente prejudicial. A bebé gosta de estar virada para o mundo.

 

EDA1A265-F706-454A-9A0A-B7404AAF5671.jpeg

 

- Monitor - durante meses opus-me a ter monitor pois achava que num apartamento não era necessário e só aumentava paranóias. No entanto, o nosso apartamento está dividido pelas casas de banho que fazem uma barreira de som. A verdade é que, agora que cedi, tenho mais liberdade porque ela fica no berço a dormir e eu posso andar noutros sítios da casa. Escolhemos o Phillips Avent digital video e estamos muito satisteitos porque deteta o movimento e som de acordo com o nosso grau de ajuste. A imagem é bastante razoável, nomeadamente em modo de infra-vermelhos. Há quem use com aplicações de telemóvel mas nós achamos este sistema mais prático.

 

- Esterilizador - Durante os primeiros 6 meses, para os quais está aconselhada esta prática, praticamente só foi preciso para chupetas, dado que a bebé esteve em amamentação exclusiva. Ainda assim, acho que é algo últil pois torno o processo mais fácil. É só colocar com um pouco de água no micro-ondas. O nosso é o da Phillips Avent.

 

Coisas a ponderar comprar para um próximo filho:

- Berço de co-sleeping - Sugeriram oferecer-nos mas por causa das cadelas dormirem na cama, achámos que não era seguro. Agora, que elas se mudaram para a sala, acho que o poderíamos ter tido e que teria facilitado a minha vida por causa da amamentação.

 

- Ninho - chegaram-me a sugerir como prenda e eu não quis por ter medo da morte súbita mas, a verdade, é que os bebés gostam de se sentir aconchegados e teria sido mais fácil ela dormir. A nossa bebé nunca gostou de swaddle porque queria ter os braços soltos.

 

Espero que seja útil.

24
Jul18

Dificuldades da maternidade - post 1023

Bárbara

Tenho montes de post por escrever mas não tenho conseguido tirar as fotografias necessárias nem me apetece escrever.

A Maria está no milésimo pico de crescimento e eu não paro, entre dar-lhe de mamar e tentar que ela durma. 

A piorar tudo, coincidiu com a semana em que fez 6 meses pelo que mudou de quarto e iniciou a diversificação alimentar.

A licença de paternidade do Luís acabou e por isso estou sozinha. Antes que perguntem se ainda não estou a trabalhar, fiz a opção de ficar com ela todo o tempo que a lei permite e estou de licença parental alargada. Para quem não sabe o que é, os pais podem ficar mais 3 meses em casa, cada um, com 25% do salário. Toda a gente se assusta com o valor mas, se fizerem bem as contas, percebem que os meses anteriores compensam pois recebe-se mais por não se fazer contribuições para o IRS e segurança social. 

Por mim, não fazia esta opção, preferia estar a trabalhar, não só pela carreira mas pela minha saúde mental. No entanto, considerei que o primeiro ano de vida é demasiado importante para não a acompanhar o máximo possível. É um direito da bebé e não meu.

18
Jul18

"As aventuras da comadre raposa" e "Fábulas de La Fontaine"

Bárbara

EB51D44C-5C22-4B65-9AAB-B6B3BAD12CBC.jpeg

 

Tenho estes livros desde pequenina. Não me lembro de os ler mas provavelmente a minha mãe leu-mos.

Já sei que podia ler qualquer livro normal à bebé, mas gosto de ler livros ilustrados porque ela fica mais atenta. 

As ilustrações são do Romain Simon e são ambos muito bonitos.

Ambos são de fábulas, o primeiro é em prosa e o segundo em verso pelo que gostei muito mais do primeiro.

Como fábulas que são, as histórias têm sempre moral. No primeiro não são tão óbvias e deixam mais a pensar, do segundo até tem um resumo a explicitar a moral.

O primeiro, como o título indica, é só sobre as partidas da raposa e o segundo sobre vário animais, incluindo algumas da raposa.

A linguagem não me parece acessível a crianças, nem mesmo eu entendi alguns termos, dado serem populares.

 

 

29
Mai18

Dificuldades da maternidade - nomeação

Bárbara

0D39B087-925D-4CF5-A0F1-13D81E9CA68B.jpeg

Sempre vi a minha avó trocar o nome dos 8 filhos. A avó do meu marido só tem 2 filhas e uma neta e também troca. Não percebia...

Hoje ia a passear as cadelas e chamei: “Bones anda, Bones anda!” E a cadela não vinha. Tudo bem que as minhas cadelas não são muito obedientes, chegam a fazer-se de surdas. Foram adoptadas adultas e são cães de caça. Mas estava a ser um exagero até que percebi o erro. Chamei Carminho e veio logo.

Desde que a bebé nasceu troco tudo. Chamo Bones à Maria. Bebé e princesa à Bones, se bem que essa confusão é compreensível porque já lhe chamava isso antes. Ela foi a minha primeira bebé.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D