Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delicada como um elefante

30
Abr18

Tag - Livros futuros clássicos

Bárbara

5A848CEB-787A-4BCA-ADAB-2E348551B904.jpeg

 

Vi recentemente um video da booktuber ittlespider9  que fez esta Tag e achei muito interessante. É originalmente do Eric Karl Anderson.

O objetivo é nomear cinco livros que prevês que se tornarão clássicos.

 

Eu não gosto muito de clássicos. Provavelmente só tive más professoras de português. Nunca mais me esqueço da análise chatíssima dos “Maias” ao pormenor do significado das letras nas palavras. Por amor à Santa... Li alguns que gostei e tenho outros que quero ler. Acho esta Tag gira porque todos os clássicos já foram contemporâneos e alguns dos nossos também vão ser.

1) Escolhe um clássico estabelecido que achas que ainda será relevante no futuro.

“O retrato de Dorian Grey” de Oscar Wilde. A sociedade mudou muito desde que foi escrito mas ainda assim se mantém atual. A sociedade mantêm-se estratificada, apesar de disfarçada; o machismo ou a homofobia  não desapareceram; e a futilidade está no auge com as redes sociais. Provavelmente no futuro vai ser tudo igual.

2) Escolhe um livro recente que achas que passou despercebido, mas que estás confiante que será um clássico.

”Para educar crianças feministas - um manifesto” de Chimamanda Ngozi Adichie. Não passou totalmente despercebido mas só vi ser lido por mulheres. O feminismo não é uma coisa de mulheres, é igualdade. Para que a sociedade melhore, os homens também têm de ler coisas do género. Este livro é genial, simples, lógico e vai de certeza ser relembrado como um passo gigante para acabar com a sociedade machista em que vivemos.

3) Escolhe um título que ganhou recentemente um dos teus prémios favoritos e que achas que ainda será elogiado daqui a 50 anos.
“O ódio que semeias” de Angie Thomas. O racismo tem de acabar, isso é ponto assente, mas nunca mais acaba. Acredito que este livro pode ter dado um passo importante nesse sentido e que será recordado por isso.


4) Escolhe um livro recente que ainda não leste, mas que achas que se pode tornar um clássico baseado apenas na reputação (resenhas, GoodReads, recomendações de bookTube, etc.).
“O rouxinol” de Kristin Hannah. Só ouço falar bem e o holocausto não pode cair no esquecimento 


5) Escolhe um livro favorito que desejas guardar para seus netos (ou netos de seus amigos) para lerem em 50 anos. Pode ser um livro infantil ou um livro para adultos - qualquer coisa com a qual te conectes pessoalmente e esperas que uma futura geração também se conecte.

Harry Potter, podia lá ser outro, mas este se calhar até já pode ser considerado clássico.

 

Gostava muito que algumas pessoas que leêm mais o género que eu respondessem porque vão de certeza dar boas sugestões:

a mulher que ama livros

aprendiz de leitor

holly reader

diário da Chris

sede de infinito 

2 comentários

Comentar post

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D