Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Delicada como um elefante

15
Abr18

Bones - Criámos um monstro

Bárbara

 

Desde pequena que tenho cães e eles sempre dormiram nos quartos e até na cama. Foi assim que fui educada.

Quando adotamos a Bones há 5 anos e meio quis fazer o mesmo mas o meu marido não quis. Então tentamos que ela dormisse na sala. Entre a minha falta de convicção e a personalidade dela, falhamos e ela sempre dormiu connosco.

Ora quando adotamos a Carminho, que é o dobro do tamanho, não íamos fazer distinção, e passamos a dormir os quatro. Compramos uma cama maior.

 

IMG_8042.jpg

 

Quando fiquei grávida, a Bones começou a exigir mais e mais atenção ao ponto de acordar 5 vezes por noite. Quem estiver a ler está-se a perguntar qual é o problema de a cadela acordar. Ora ela chama quando acorda ou porque quer subir, descer, sair ou entrar dos lençóis, beber água ou ir fazer xixi. Não faz nada sozinha porque está a ficar velhota e as artroses e as cataratas dificultam um bocado. O irritante é que de dia faz tudo sozinha. A veterinária diz que é mimo e provavelmente tem razão. Nós criámos um monstro. Então comprei um baú de cortiça para fazer de degrau. De dia resultava, mas à noite não e até servia para ela descer mais vezes.

Eu tenho um distúrbio de sono chamado hipersónia idiopática, ou seja, tenho muito sono mas, estranhamente, durante a gravidez tive menos necessidade de dormir. Assim, não antevi que quando a bebé nascesse isto ia ser um problema. Obviamente que agora temos um problema gigantesco em mãos porque entre a bebé e as cadelas, raramente durmo mais de 1h seguida. A bebé até dá boas noites, mas a Bones não. Entre ciúmes e a temperatura mais elevada do quarto, nas noites piores levanta-se de meia em meia hora, pelas razões mais absurdas. Algumas vezes a bebé também acorda, ou porque tenho de ligar a luz, ou porque a Bones se põe a raspar para chamar.

Como devem imaginar estou arrependidíssima de algum dia a ter deixado dormir no quarto e estou a dar em doida. Só ainda não a esganei ou espanquei porque a adoro verdadeiramente.

Decidimos tirá-la do quarto. Comprei uma barreira de segurança para bebés e ontem enchemo-nos de coragem. Durante 2 horas a Bones ganiu. Quando um de nós perdia a coragem, o outro arranjava motivação. Ela acabou por se calar e adormecemos. O que não antevimos é que a Carminho ia querer vir para a nossa beira a meio da noite. Como é grande, às 3 da manhã saltou a grade, fez um barulho desgraçado e deitou-de. Para sair da cama começou a ganir, a bebé acordou, a Bones voltou a ganir. O Luís foi para a sala dormir com as cadelas. A bebé demorou 2 horas para voltar a adormecer, eram 5 da manhã. O Luís entretanto voltou quando elas adormeceram. 1h depois, às 6 da manhã a Bones começou a ganir e nós cedemos. A noite foi pior que o habitual.

Gerir as necessidades das 3 é muito difícil. Agora só voltamos a tentar no próximo fim-de-semana. Até lá vem o bom tempo e pode ser que a Bones sossegue e já não precise de sair.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D